LAMM.jpg

Zona LAMM #2

A 2a Edição da Zona LAMM – Laboratório de Artes Musicais para mulheres será realizada no período de 19/08 a 09/09 na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais/Brasil. A convocatória está aberta para inscrição de musicistas cis e trans até o dia 03 de junho de 2018. O projeto conta com financiamento do Programa Ibermúsicas para Residências Artísticas.

// Acompanhe a residência pela página facebook.com/zonalamm

// Siga nosso perfil no Instagram: zonalamm

// Envie um email: zonalamm@gmail.com

 

Zona LAMM #1

A 1a Edição da Zona LAMM – Laboratório de Artes Musicais para Mulheres aconteceu de 23 de outubro e 12 de novembro de 2016, em Belo Horizonte/MG, no Brasil. Foram residentes: Diana Restrepo (Colômbia), Naiara Armendáriz (Argentina), Jenn del Tambó (Colômbia), Nath Rodrigues (Brasil) e Claúdia Manzo (Chile/Brasil), com Direção Musical de Vanessa De Michelis. Orito Cantora (Colômbia) e Nívea Sabino (Brasil) participaram como artistas convidadas.

Para a composição da primeira edição, foi feita uma convocatória, dividida em 2 etapas: uma aberta a musicistas de países fronteiriços com o Brasil e que compõem o Programa de Fomento das Músicas Ibero-americanas – Ibermúsicas, e uma para artistas que vivem em Belo Horizonte e Região Metropolitana.

O processo de curadoria buscou compreender um pouco da diversidade da música produzida por mulheres na América Latina, desde as músicas tradicionais, especialmente as de matrizes africanas e indígenas, até a música eletrônica experimental.

A dinâmica da residência possibilitou a troca de referências estéticas e a experimentação de linguagens conectadas à música. Ao final de três semanas, foi lançado um material inédito, o EP Casa, combina a vivência e os diferentes universos musicais trabalhados nas trajetórias das artistas. Também foi lançado um vídeo documentário dirigido por Mirela Persichini e Fabiana Leite.

Para além do processo de criação do EP e do documentário, foram realizadas oficinas abertas para o aprimoramento profissional de artistas, produtoras e técnicas da área, que também possibilitou a vivência entre mulheres interessadas nos distintos universos na música latino-americana. Rodas de conversa e outras atividades abertas conectaram as residentes à cena musical  e às múltiplas artes feministas da cidade anfitriã.

// O projeto foi realizado em parceria com a Embaixada Cultural e a Oficina de Imagens, e contou com apoio do fundo Ibermúsicas, através da convocatória de 2015.

Anúncios